A.·. A.·.
Menu » Probacionista » Apêndice » ordo templi orientis » Sobre a ordo templi orientis
A+-
Probacionista

apêndice

SOBRE A ordo templi orientis

Círculo Externo: Homem da Terra

 

"...Dois objetivos principais existiam neles. Primeiro, tornava-se necessário explicar o Universo e as relações da vida humana com este. Segundo, instruir todos os homens como melhor se adaptarem suas vidas ao inverso e desenvolverem suas faculdades com melhor proveito. De acordo com isso compus uma série de rituais..., que deveriam ilustrar o curso da vida humana em seus aspectos mais simples e filosóficos. Comecei por mostrar o objetivo da alma pura, Única, individual e eterna, determinado a formular-se conscientemente ou, como poderia dizer, entender-se a si mesma. Ela resolve entrar em relação com o Sistema Solar. Ela encarna-se. Explico o significado do nascimento e as condições estabelecidas pelo processo. Em seguida mostro como pode melhor obter seus objetivos na Eucaristia da Vida. Participa, por assim dizer, de sua própria divindade em toda ação, mas especialmente através do típico sacramento do casamento, entendido como a voluntária união de si mesma com cada elemento de seu ambiente. Então continuo até o clímax de sua carreira na morte, e mostro como este sacramento, duplamente, consagra o procedimento anterior e lhe dá significado - da mesma forma que o auditor capacita ao comerciante ver suas anteriores transações em perspectivas.

Na próxima cerimônia, mostro como o indivíduo, liberado através da morte das obsessões da personalidade, reasume a relação com a verdade do Universo. A realidade ergue-se nele em uma flama de luz adorável; ele se capacita em apreciar seu esplendor como nunca pode previamente, desde que sua encarnação o habilitou a estabelecer relações particulares com os elementos da eternidade. Finalmente o círculo se fecha pela absorção de toda individualidade no infinito. Terminando em absoluta aniquilação, que como mostrado em outro lugar, pode na realidade ser observada também como o equivalente exato para todo outro termo, ou ( postulando a categoria do termo ) como formando o ponto inicial para nova aventura do mesmo tipo.

Deveria ser claro do acima dito, que a perfeição filosófica deste método de iniciação nada deixa a desejar. O problema prático permanece. Nós decidimos encarnar. Não temos que nos preocupar a respeito disso, e não podemos alterá-lo mesmo que quiséssemos. Morte, e aquilo que segue a ela é igualmente certo, e igualmente capaz de seguir seu curso. Nossa preocupação é como melhor usar a nossa vida."

 

 Círculo Interno: Amante

 

"A ordo templi orientis está na posse de um Supremo Segredo. A totalidade de seu Sistema quando me tornei um Iniciado do Santuário da Gnose ( IX° ) estava direcionado a comunicá-lo a seus membros, por progressivas alusões, esta importante instrução. Pessoalmente acredito que se este segredo, que é um segredo científico, fosse perfeitamente entendido , como foi por mim após doze anos de constantes estudos e práticas, nada haveria na imaginação humana que não pudesse ser realizada na prática.

Por isso quero dizer que coisas como: se desejássemos ter um elemento de peso atômico seis vezes maior que o urânio, tal elemento poderia ser produzido. Faço essas observações com absoluta confiança, pois mesmo os insignificantes contatos que tenho sido capaz realizar na direção dos santuários deste segredo me demonstraram que as realizações entre os fenômenos são infinitamente mais complexos do que os mais sábios tenham imaginado, e que o valho provérbio "onde existe vontade, existe um meio", não necessitaria endosso de terceiros.

As injunções dos sábios, de Pitágoras, Zoroastro e Lao Tzu aos Cabalistas Judeus, que escreveram o Ritual da Arca Real, e o snob sentimental que compôs aqueles graus dos Pedreiros, são de modo idêntico direcionados a indicar as melhores condições para aplicação do segredo, ou são mera perda de tempo e palavra. Isto posto, torna-se comparativamente simples para mim aditar éticas maçônicas e esoterismos. Tive simplesmente que referir tudo isto a este simples e sublime modelo. Por conseguinte respondi a questão " como pode um jovem homem aprimorar seu caminho? em uma série de rituais o candidato é instruído no valor da discrição, lealdade, independência, verdade, coragem, auto-controle, indiferença às circunstâncias, imparcialidade, ceptismo, e outras virtudes, e ao mesmo tempo ajudando a descobrir, por si mesmo, a natureza deste segredo, o próprio objeto de seu emprego e os melhores meios para garantir sucesso em seu uso. O Primeiro destes Graus é o V°, no qual o segredo é apresentado em um drama; enquanto ele é também instruído nos elementos essenciais da história do mundo considerada sob o ponto de vista de seu presente estado de evolução e em sua própria relação a sociedade em geral com referência a mesma.

O Grau Cavaleiro Filósofo Hermético ( um estágio do Grau V, no Sistema Antigo) segue-se, no qual sua atitude intelectual e moral é mais...definida. No VI°, sua posição estando assim precisa, lhe é mostrado como consagrar-se a particular Grande Obra para qual, ele veio a terra no sentido de executar. No VII°, que é tripartido, primeiramente lhe é ensinado o princípio de equilíbrio como extenso a todas as idéias possíveis; em segundo, a todas as possíveis idéias intelectuais e, finalmente, lhe é mostrado como, baseando todas as suas ações nesta impregnável rocha de justiça, pode ele direcionar sua vida, tomando a Grande Obra em plena responsabilidade e em absoluta liberdade de toda possibilidade de interferência."

 

 Círculo Secreto: Heremita

 

"...No VIII° o segredo é mais uma vez manifestado a ele, mais claro que anteriormente; que é instruído de como treinar-se no uso dele por certas práticas preliminares envolvendo conhecimento com algumas destas sutis energias, que tem até agora, em grande parte, fugido a observação e controle da ciência profana.

No IX°, que jamais é conferido a qualquer pessoa que não tenha percebido por prévias indicações a natureza do segredo, ele é explicado em sua totalidade. As conclusões de experimentos prévios são colocadas a seu serviço. A idéia de que cada novo iniciado deva continuar o trabalho de seu predecessor, assim eventualmente as inesgotáveis fontes do segredo podem estar ao alcance do jovem iniciado; pois no presente, somos compelidos a admitir que a venaração superticiosa que o tem rodiado no passado, e complexidade das condições que modificam seu uso, nos coloca mais ou menos na mesma posição que o eletricista de uma geração atrás a nossa ciência.

Estamos certo da imensidade da força a nossa disposição, percebemos a extensão do império que ela nos oferece, mas não compreendemos completamente mesmo nossos sucessos e estamos incertos como proceder no sentido de gerar energia de modo mais eficiente, ou aplica-lo acuradamente à nosso propósito.

A X°, como no antigo sistema, é meramente honorário , mas recentes pesquisas nos mistérios do IX° me compeliram adicionar um XI°, para ilustrar uma idéia que foi envolvida pelos resultados de recentes experiências..."

 

Confessions of Aleister Crowley

Traduzido por Frater QVIF

topo