A.·. A.·.
Menu » Estudante » Libri » Liber 412
A+-
Estudante

libri

Liber A vel Armorum

Sub Figura CCCXII

Selo da A.·.A.·.

A.·.A.·.

Publicação em Classe d.

Imprimatur: N. Fra. A.·.A.·.



"Também os mantras e os encantamentos; o obeah e o wanga; o trabalho da baqueta e o trabalho da espada; estes ele aprenderá e ensinará."


Al I, 37

 

O Pantáculo


"Pegue pura cera, ou uma placa de ouro, ou prata-dourada ou Electrum Magicum. O diâmetro deverá ser de oito polegadas e a espessura de meia polegada.

Que o Neófito, por meio de sua própria compreensão e habilidade, construa um símbolo que represente o Universo.

Que o seu Zelator aprove-o.

Que o Neófito grave o mesmo sobre a prata com suas próprias mãos e arma.

Que ele, após terminar, consagre conforme a sua habilidade e mantenha guardado envolto em seda cor de esmeralda."

 

 

A Adaga


"Que o Zelator pegue um pedaço de aço puro e bata-o, afie-o e depois disso polir de acordo com a arte da forja.

Que ele, em seguida, pegue um pedaço de carvalho e esculpa um cabo. O comprimento será de oito polegadas.

Que ele, por sua própria compreensão e habilidade, escolha uma Palavra para representar o Universo.

Deixe o seu Practicus aprová-la.

Que o Zelator grave-a em sua adaga com suas próprias mãos e ferramentas.

Que ele, então, doure a madeira de seu cabo.

Que ele, após terminar, consagre-a conforme sua habilidade e guarde-a envolta em seda dourada."

 

A Taça


"Que o Practicus pegue um pedaço de Prata e dele molde uma taça. A altura será de 8 polegadas e o diâmetro 3 polegadas.

Que ele, por sua própria compreensão e habilidade, encontre um Número para representar o Universo.

Que o seu Philosophus aprove.

Que o Practicus grave o mesmo na sua taça com suas próprias mãos e ferramentas.

Que ele, ao terminar, consagre-a conforme sua habilidade e mantenha guardada em seda anil. "

 

O Baculum


"Que o Philosophus pegue uma haste de cobre, de comprimento oito polegadas e diâmetro de meia polegada.

Que ele molde, próximo a o topo, uma tripla chama de ouro.

Que ele, por sua própria compreensão e habilidade, realize um Ato que represente o Universo.

Que o seu Dominus Liminis aprove.

Que o Philosophus realize o mesmo, de tal modo, que o Baculum possa participar dele.

Que ele, ao terminar, consagre-o conforme sua habilidade e mantenha guardado em seda escarlate."

 

A Lâmpada

"Que o Dominus Liminis pegue chumbo puro, estanho e mercúrio, com platina e, se necessário for, vidro.

Que ele, por sua própria compreensão e habilidade, construa uma Lâmpada Mágica que queimará sem pavio ou óleo sendo alimentada pelo Aethyr.

Será executado de forma secreta e isoladamente sem necessidade da aprovação de seu Adeptus Minor.

Que o Dominus Liminis mantenha-a consagrada na câmara secreta da Arte.

E o que está escrito: 'Equipado com a armadura completa, estando também armado, ele se assemelha a deusa'.

E novamente: 'Eu estou armado, estou armado.' "

 

topo